Por que soluçamos?


São várias as causas e nem sempre identificáveis que podem levar aos episódios do tão famoso soluço.


O que ocorre é que este “nervo irritado” faz com que o diafragma se contraia de maneira rítmica e involuntária, juntamente com um fechamento da glote (na região da garganta) e isso corta a passagem de ar para os pulmões, promovendo uma vibração nas cordas vocais e gerando o som característico do soluço.


-> E o refluxo pode mesmo causar o soluço?

Pode sim, especialmente nos casos de hérnia de hiato, que facilitaria a irritação do esôfago pelo refluxo e do nervo próximo à ele.


Mas esta não é a única causa para o soluço. Como por exemplo:


-> Mudança abrupta de temperatura,

-> Doenças pulmonares,

-> Uso de medicações (dexametasona, por exemplo);

-> Infecções;

-> Causas metabólicas (intoxicação por álcool, uremia);

-> Causas psicogênicas (estresse, ansiedade);

->Cirurgias recentes;

->Tumores e doenças do sistema nervoso central.


Os soluços costumam cessar espontaneamente (ou com um susto ou ingesta de água gelada de cabeça para baixo...).


Mas caso permaneçam por mais de dois dias será necessário uma investigação mais aprofundada. O tratamento será direcionado para a causa, visando o alívio dos sintomas e a melhora da qualidade de vida.


Você já sabia disso ou esse assunto foi novo para você? Comente o que achou e deixe sua sugestão de novos temas!



Revista Cultura e Saber

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo